Glossário

O nosso glossário contém vocabulário utilizado frequentemente para discutir produtos e recursos relacionados com o nosso site, aspetos do nosso serviço e doenças respiratórios crónicas.

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

A

VAA (válvula anti-asfixia)

A VAA é uma funcionalidade de segurança que está presente em todas as máscaras faciais da ResMed. Se o aparelho deixar de fornecer ar por qualquer motivo (p. ex., em caso de falha de energia), a VAA permite que a pessoa consiga respirar ar fresco da sala em vez de voltar a respirar o ar exalado acumulado na máscara.

ACS (apneia central do sono)

Ao passo que algumas apneia são causadas por um bloqueio (ou obstrução) das vias respiratórias superiores, a apneia central do sono acontece quando a respiração pára, mas a via respiratória está aberta (não obstruída). Embora as vias respiratórias estejam abertas, a ação automática da respiração é interrompida porque a comunicação entre o cérebro e o corpo foi perdida.
Consulte também: Apneia; apneia obstrutiva do sono (AOS)

Adesão (ao tratamento)

É um termo utilizado para descrever o nível de adesão de um paciente à terapia recomendada. Se estiver a aderir bem ao tratamento, significa que está a utilizá-lo conforme recomendado e a aproveitar todas as vantagens do tratamento. Se não estiver a aderir bem ao tratamento, significa que não está a utilizá-lo conforme recomendado e a obter os respetivos benefícios.

AOS (apneia obstrutiva do sono)

A AOS é o tipo mais comum de DRS (distúrbios respiratórios do sono). A AOS é quando ocorre uma apneia ou hipopneia devido a um bloqueio (ou obstrução) total ou parcial das vias respiratórias superiores.
Consulte também: Apneia; DRS; vias respiratórias superiores; hipopneia

APAP (pressão positiva automática das vias respiratórias)

Ao passo que a terapia CPAP (pressão positiva contínua das vias respiratórias) administra ar a uma pressão fixa, a APAP é um tipo de terapia que ajusta automaticamente a pressão de ar entregue durante a noite (com base nas suas necessidades) administrando apenas a pressão mínima necessária num determinado momento. Isto significa que o dispositivo apenas aumenta a pressão à medida que a pessoa precisa dela. A terapia APAP da ResMed é administrada através da nossa gama de aparelhos AutoSet™.
Consulte também: CPAP; AutoSet

APE (alívio de pressão expiratória)

APE é uma funcionalidade dos aparelhos de terapia do sono da ResMed que reduz suavemente a pressão que lhe é administrada quando expira. Isto facilita a expiração contra a pressão do ar.

Apneia

“Apneia” é um termo usado para designar  ‘não respirar’ ou ‘parar de respirar’ durante 10 segundos ou mais durante o sono.
Consulte também: Apneia do sono; apneia obstrutiva do sono (AOS); apneia central do sono (ACS); apneia mista

Apneia do sono

Este é o nome geral dado a um grupo de quadros clínicos em que se deixa de respirar enquanto se dormem. A apneia do sono também é, por vezes, chamada de distúrbio respiratório do sono (DRS).
Consulte também: DRS

Apneia mista

Trata-se de uma mistura de apneia obstrutiva do sono, onde há um bloqueio (ou obstrução) das vias respiratórias superiores, e apneia central do sono, onde a pessoa não faz esforço para respirar.
Consulte também: Apneia central do sono (ACS); apneia obstrutiva do sono (AOS); vias respiratórias inferiores

ASComp (apneia do sono complexa)

A apneia do sono complexa é uma forma de apneia do sono em que as apneia centrais persistem (ou aparecem) durante a tentativa de tratar a apneia obstrutiva com CPAP (pressão positiva contínua das vias respiratórias) ou terapia binível (bilevel).
Consulte também: Apneia; apneia obstrutiva do sono; CPAP; binível (bilevel)

AutoSet™

AutoSet™ é o nome da tecnologia APAP da ResMed, que ajusta a pressão do tratamento administrado à medida que as necessidades da pessoa mudam (de hora em hora, a cada noite, e de estação em estação), administrando a pressão terapêutica mais baixa ideal. Como resultado, está clinicamente comprovado que o AutoSet aumenta o conforto e a adesão ao tratamento.1-3

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

C

Condensação

Condensação refere-se às gotículas de água ou humidade que aparecem no circuito ou na máscara. Se o quarto ficar muito frio à noite, a quantidade de vapor de água retida pelo ar diminui, causando condensação no tubo. Isto pode criar problemas durante a terapia PAP. A utilização de uma solução de humidificação como o controlo de climatização da ResMed pode ajudar a minimizar a condensação.

Consulte também: Humidificação; Climate Control

Climate Control É o nome dado à tecnologia de humidificação da ResMed. O Climate Control é um sistema de humidificação confortável que proporciona proteção contra a condensação sem comprometer o nível de humidade. Se utilizar o tubo aquecido ClimateLine™ com o seu sistema de Climate Control, também pode manter o ar no tubo aquecido durante toda a noite. Os níveis de humidade e temperatura são mantidos mesmo quando as condições ambientais mudam. Para ativar o Climate Control, precisa de um dispositivo terapêutico S9, um humidificador aquecido H5i™ e um tubo aquecido ClimateLine™.
Consulte também: Humidificação; condensação

CPAP (pressão positiva contínua das vias respiratórias)

CPAP é um tipo de terapia que administra ar pressurizado a uma pressão fixa durante toda a noite para manter as vias respiratórias abertas, para que a pessoa não deixe de respirar durante o sono (ou seja, para que a pessoa não tenha uma “apneia”). Esta terapia é adequada para tratar a apneia obstrutiva do sono (AOS).
Consulte também: Apneia; apneia do sono; apneia obstrutiva do sono (AOS); APAP; VPAP

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

D

Deformidades da parede torácica

As deformidades da parede torácica é um quadro clínico que afeta a ligação entre os músculos e ossos à volta da caixa torácica e o sistema respiratório (ou seja, os órgãos do corpo que ajudam a respirar).

DNM (doença neuromuscular)

Refere-se a uma série de doenças e quadros clínicos que afetam os músculos. Isto pode dever-se à natureza dos próprios músculos ou aos nervos dos músculos.

DPOC (doença pulmonar obstrutiva crónica)

A DPOC é uma doença pulmonar que se desenvolve ao longo do tempo, causada principalmente pelo fumo dos cigarros, pela poluição atmosférica, por fumos químicos ou por pó.

DRS (distúrbios respiratórios do sono)

DRS é um termo utilizado para descrever um grupo de eventos e quadros clínicos em que uma pessoa tem dificuldade em respirar ou deixa de respirar enquanto dorme. Também denominado “apneia do sono”.
Consulte também: Apneia do sono

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

E

Eliminação (washout) de CO2

Durante a respiração normal, uma pessoa inspira oxigénio e expira dióxido de carbono (ou CO2). Mas quando se utiliza uma máscara, uma parte do CO2 pode ficar dentro da máscara, pelo que todas as máscaras precisam de ter uma função que “elimina” o CO2 restante para evitar que respire uma quantidade excessiva de CO2.

Evento/episódio

Um termo utilizado para descrever a ocorrência de uma apneia ou hipopneia.

Expiração

Refere-se à expiração natural (automática) ou mecânica (com a ajuda de um dispositivo terapêutico ou de um ventilador). Também denominada “exalação”.

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

F

Fluxo

Geralmente, fluxo refere-se à corrente de ar que entra nos pulmões quando uma pessoa respira (seja naturalmente ou com a ajuda de um dispositivo terapêutico).

Frequência cardíaca

Refere-se ao número de batimentos cardíacos num período de 60 segundos. A frequência cardíaca pode ser medida por um oxímetro.
Consulte também: Oxímetro

Frequência respiratória

Refere-se à frequência da respiração, medida como o número de respirações por minuto.

Fuga; fuga de ar

Refere-se à fuga de ar para fora da máscara devido a problemas como o tamanho errado da máscara, o facto de a máscara não estar colocada ou ajustada corretamente, ou se a máscara estiver desgastada e precisar de ser substituída.

Fuga pela boca

Refere-se à fuga de ar pela boca durante a terapia de pressão positiva das vias respiratórias. Isto acontece quando a pessoa respira pela boca e não pelo nariz, e a boca não está coberta por uma máscara terapêutica.

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

H

Hipopneia

A hipopneia é um bloqueio parcial das vias respiratórias. Durante uma hipopneia, o fluxo respiratório é 50% menor do que a respiração de base, com obstrução parcial das vias respiratórias superiores com duração de 10 segundos ou mais.

Humidificação/humidificador

Durante a terapia de pressão positiva das vias respiratórias, a humidificação aquece o ar que a pessoa está a respirar à medida que sai do dispositivo. Isto ajuda-o a evitar que fique com o nariz ou a garganta secos, mantém as vias respiratórias húmidas (para que não sequem) e ajuda-o a manter a boca fechada enquanto dorme. A utilização de um humidificador pode fazer uma diferença positiva em termos de conforto e experiência com a terapia. A tecnologia de humidificação da ResMed é denominada controlo de climatização.
Consulte também: Climate Control

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

I

IAH (índice de apneia-hipopneia)

Medido durante o estudo do sono, o IAH refere-se ao número de apneias e hipopneias que a pessoa tem por hora.
Consulte também: Apneia; hipopneia

IMC (índice de massa corporal)

O IMC é calculado com base na altura e no peso de uma pessoa e serve para avaliar se a pessoa tem o peso ideal, se está acima do peso ou se está abaixo do peso, consoante o sexo e altura da pessoa.

Índice de ronco

O índice de ronco é registado e comunicado durante um estudo do sono. É baseado na força das ondas de pressão que o ronco emite durante o estudo.

Inspiração

Refere-se à inspiração espontânea (automática) ou mecânica (com a ajuda de um dispositivo terapêutico ou de um ventilador).

Intubação

Um procedimento médico onde é inserido um tubo na via aérea superior de forma a facilitar a ventilação.
Consulte também: Ventilação invasiva

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

L

Limitação de fluxo
Refere-se a qualquer situação que limite o fluxo de ar para o corpo devido a um bloqueio (ou obstrução) das vias respiratórias superiores.

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

M

Máscaras de almofadas nasais

As máscaras de  almofadas nasais são um tipo de máscara utilizado para a terapia de pressão positiva das vias respiratórias. As almofadas nasais assentam na zona da entrada do nariz, de forma a abranger as narinas. Estas máscaras têm um contacto facial mínimo e são menos intrusivas do que as máscaras nasais ou faciais.
Consulte também: Máscaras nasais; máscaras faciais 

Máscaras faciais
As máscaras faciais são um tipo de máscara utilizado para a terapia de pressão positiva das vias respiratórias. As máscaras faciais cobrem tanto o nariz como a boca.
Consulte também: Máscaras de almofadas nasais; máscaras nasais.

Máscaras nasais

As máscaras nasais são um tipo de máscara utilizado para a terapia de pressão positiva das vias respiratórias. As máscaras nasais cobrem apenas o nariz.
Consulte também: Máscaras de almofadas nasais; máscaras faciais 

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

O

Oxigenoterapia

Um tratamento em que é administrado oxigénio às vias respiratórias através de cânulas ou máscara.

Oxímetro

Um oxímetro é um pequeno sensor que se coloca na ponta do dedo e que permite calcular a frequência cardíaca e a saturação de oxigénio. Normalmente é utilizado juntamente com um dispositivo de estudo do sono domiciliário como o ApneaLink Plus da ResMed ou com outro dispositivo de tratamento para informação mais abrangente, quando necessário.
Consulte também: Frequência cardíaca; saturação de oxigénio

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

P

Polissonografia (PSG)

Trata-se de um exame utilizado para estudar o sono. A leitura de um exame por PSG pode ser utilizada para avaliar a qualidade do sono e a probabilidade de a pessoa sofrer de um distúrbio do sono.

Pressão

Os dispositivos de tratamento medem a força do ar que lhe é administrado em unidades de pressão (ou seja, centímetros de água, ou cm H2O). Por exemplo, se o seu médico prestador de cuidados lhe receitar uma pressão terapêutica de 25 cm H2O, essa será a força do ar necessária para manter as suas vias respiratórias abertas e minimizar ou evitar apneias.
Consulte também: Pressão terapêutica

Pressão inspiratória

Refere-se à pressãoentregue durante a inspiração.
Consulte também: Inspiração; pressão

Pressão de suporte com volume garantido inteligente (iVAPS)

O iVAPS é um modo ventilatório com volume garantido que se encontraem alguns dos ventiladores da ResMed. Para garantir que o paciente recebe o “volume” de ar necessário para a sua terapia, o iVAPS monitoriza, de modo inteligente, se o ar está a circular para dentro ou para fora dos pulmões, a quantidade de ar que está a circular e de quanto ar o paciente precisa para a respiração seguinte.
Consulte também: Volume

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

R

“Rampa” (aumento gradual)

A função “Rampa” (aumento gradual) foi criada para tornar a terapia mais confortável. Com esta função, o seu dispositivo PAP começa a terapia com uma pressão mais baixa do que a prescrita e aumenta lentamente até à pressão de tratamento durante um máximo de 45 minutos. Isto dá-lhe tempo para adormecer ou habituar-se a respirar com o equipamento ligado antes de a pressão atingir o valor prescrito.
Consulte também: Pressão terapêutica

Respiração periódica

A respiração periódica descreve um padrão respiratório instável durante a noite. Na respiração periódica, a pessoa tem períodos durante o ciclo respiratório em que a respiração é profunda e depois superficial, o que pode levar a uma apneia central (quando a pessoa deixa de respirar durante mais de 10 segundos), mesmo que as vias respiratórias não estejam obstruídas.
Consulte também: Apneia; apneia central do sono (ACS)

ResScan

ResScan é o nome do software de gestão de dados para PC da ResMed. É o software que os prestadores de cuidados, os profissionais de saúde e as empresas de cuidados respiratórios domiciliáriospodem utilizar para transferir as informações da sua terapia e avaliar o progresso do tratamento.

Ruído conduzido

Refere-se ao ruído que é gerado pelo equipamento de terapia – é o ruído que pode sentir através do tubo.
Consulte também: Ruído irradiado

Ruído irradiado

Refere-se ao som emitido pelo equipamento terapêutico – é o som que se ouve na sala.
Consulte também: Ruído conduzido 

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

S

Sem látex

As máscaras da ResMed não contêm látex.

Sistema respiratório

O sistema respiratório é composto por todos os elementos do corpo que ajudam uma pessoa a respirar. É composto pelas vias respiratórias superiores e inferiores.
Consulte também: Vias respiratórias superiores; vias respiratórias inferiores

Sonolência diurna excessiva (SDE)A SDE é uma condição em que a pessoa se sente constantemente cansada durante o dia, e geralmente com falta de energia, mesmo que sinta que dormiu o suficiente.

Sono não REM

O ciclo do sono é composto por dois estados de sono recorrentes: REM (movimento rápido dos olhos) e NREM (movimento não rápido dos olhos). Ambas as fases são importantes para diferentes funções do nosso corpo.
Consulte também: REM

Sono REM

O ciclo do sono é composto por dois estados de sono recorrentes: REM (movimento rápido dos olhos) e NREM (movimento não rápido dos olhos). Ambas as fases são importantes para diferentes funções do nosso corpo.
Consulte também: Não REM

ASV (servoventilação adaptativa)

A ASV é um tipo de terapia PAP que trata uma série de distúrbios respiratórios centrais, incluindo respiração periódica, como a respiração de Cheyne-Stokes (RCS). Os distúrbios respiratórios centrais ocorrem quando a ação de respiração automática do seu corpo pára, apesar de as vias respiratórias estarem abertas.
Consulte também: Apneia; apneia central do sono; respiração periódica; respiração de Cheyne-Stokes (RCS)

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

T

Tecnologia Easy-Breathe

É o nome dado à tecnologia de administração de ar da ResMed, que imita o seu padrão natural de respiração de modo inteligente. Inclui o motor Easy-Breathe que reduz o ruído do aparelho, para que tanto o paciente como o(a) seu/sua parceiro(a) tenham um sono calmo e tranquilo.

Tempo de adaptação; (“Rampa”)

Consulte: “Rampa” (aumento gradual)

Tempo de inspiração (Ti)

Refere-se ao tempo (em segundos) que uma pessoa gasta na inspiração (ou seja, quanto tempo leva para que o ar flua para os pulmões).
Consulte também: TiControl

Terapia binível (bilevel)

Ao passo que a terapia CPAP (pressão positiva contínua das vias respiratórias) entrega o ar a uma pressão fixa, a terapia binível (bilevel) administra dois níveis diferentes de pressão:
• um nível de pressão mais elevado quando a pessoa inspira; e
• um nível de pressão mais baixo quando a pessoa expira.
Isto torna um pouco mais fácil respirar contra a pressão do ar. A terapia binível (bilevel) da ResMed é administrada através de diferentes dispositivos de ventilação..
Consulte também: VPAP; CPAP

TiControl

Este é o nome de uma funcionalidade exclusiva dos dispositivos binível (bilevel) VPAP™ da ResMed. O TiControl™ permite que o seu prestador de cuidados defina limites mínimos e máximos de tempo inspiratório consoante as suas necessidades respiratórias individuais.
Consulte também: Tempo de inspiração (Ti)

Traqueotomia

Trata-se de um procedimento cirúrgico em que é feita uma incisão (corte) na garganta de forma a colocar um tubo que irá permitir para fornecer ar diretamente ao sistema respiratório.
Consulte também: Ventilação invasiva

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

U

Utilização

A utilização refere-se ao numero de horaspor dia em que o paciente realiza o seu tratamento Pode ser utilizada para avaliar a adesão ao tratamento.
Consulte também: Adesão (ao tratamento)

 

A  C  D  E  F  H  I  L  M  O  P  R  S  T  U  V

V

Vedação (ou bom nível de vedação)

A sua máscara tem de ficar bem ajustado ao rosto para que consiga obter os benefícios da terapia. Um bom nível de vedação significa que a pressão de ar que lhe está a ser administrado está distribuída de forma uniforme e confortável e não está a sair da máscara. Quando há um bom nível de vedação, a máscara ficará firme, mas não apertada no rosto e à volta do arnês. Se ouvir ou sentir qualquer fuga de ar da máscara, significa que a máscara não está a vedar bem. (Verifique se tem o tipo de máscara certo para o seu rosto, o tamanho certo da máscara e se a sua máscara se encaixa corretamente).

Ventilação

Refere-se ao processo de entrada e saída de ar dos pulmões. Isto é feito de forma espontânea, ou seja, através da ação automática da respiração, ou mecanicamente, com a ajuda de um ventilador. Quando se utiliza um ventilador, o ar entra nos pulmões de forma não invasiva (através de uma máscara colocada sobre a boca e/ou nariz) ou invasiva (através de uma traqueostomia) antes de ser exalado.
Consulte também: Ventilação invasiva; ventilação não invasiva; traqueotomia

Ventilação invasiva; 

Refere-se a um método de ventilação que requer que algo seja introduzido no corpo para ajudar a pessoa a respirar. Pode ser por intubação (onde é inserido um tubo através da boca) ou traqueotomia (onde é feita uma incisão na garganta). A ventilação não invasiva, por outro lado, não requer a introdução de algo no corpo para administrar ar. Pelo contrário, o ar é administrado através de uma máscara que a pessoa coloca sobre a boca e/ou nariz.
Consulte também: Traqueotomia; intubação; ventilação não invasiva

Ventilação não invasiva (VNI)

A VNI é uma forma não invasiva de administrar ar ao sistema respiratório na tentativa de ajudar a pessoa a respirar. Na VNI, o ar pressurizado é administrado a partir de um pequeno dispositivo que é colocado na mesa de cabeceira e que se liga a uma máscara que a pessoa utiliza no rosto. Não requer qualquer tipo de cirurgia ou equipamento invasivo.
Consulte também: Ventilação invasiva

(VNI) Ventilação não invasiva com pressão positiva

Também conhecida como ventilação não invasiva.
Consulte também: Ventilação não invasiva (VNI)

Ventilação por minuto

Refere-se ao volume de ar inspirado (e expirado) num período de 60 segundos. É, portanto, todo o ar mobilizado pela ins e expiração durante um minuto

Via respiratória inferior

O sistema respiratório é composto por todos as estruturas  do corpo que ajudam uma pessoa a respirar. A traqueia e os pulmões compõem a via respiratória inferior. A via respiratória inferior é protegida pela caixa torácica, onde também se encontra o coração.
Consulte também: Via respiratória superior; sistema respiratório; fuga da máscara

Via respiratória superior

O sistema respiratório é composto por todos os órgãos do corpo que ajudam uma pessoa a respirar. O nariz, a garganta e a laringe compõem a via respiratória superior.
Consulte também: Via respiratória inferior; sistema respiratório

Volume

Volume refere-se à quantidade de ar que lhe é administrado em unidades de mililitros (ml) ou litros (l).

Volume corrente

Refere-se ao volume de ar que a pessoa inspira e expira numa respiração. 

VPAP

VPAP é o nome da tecnologia binível (bilevel) da ResMed, que fornece pressões terapêuticas a dois níveis diferentes.
Consulte também: Binível (bilevel); pressão terapêutica

[myAir]
[myAir]