O que é a terapia por ventilação invasiva e não invasiva?

A ventilação mecânica visa melhorar a troca de oxigénio e dióxido de carbono entre o seu sangue e o ar nos seus pulmões, de modo a facilitar a sua respiração.1

Se tem uma doença respiratória, poderá ter dificuldade em respirar corretamente. Quando inspira, os seus pulmões podem não absorver oxigénio suficiente (O2), e quando expira, poderá ter dificuldade em expulsar o gás residual, o dióxido de carbono (CO2).

A ventilação mecânica pode ajudar os seus pulmões a efetuar a troca de oxigénio e dióxido de carbono de forma mais eficiente. O seu médico poderá decidir que precisa de ventilação em casa, se o seguinte se verificar:

  • Falta de ar.
  • Sonolência durante o dia.
  • Baixos níveis de oxigénio ou altos níveis de dióxido de carbono no seu sangue.

O tipo de ventilação mais comum utilizado nos hospitais e em casa é a ventilação não invasiva.

Com a ventilação não invasiva, vai utilizar uma máscara que se fixa através da ligação de um tubo de ar a um ventilador portátil. Pode ser-lhe prescrita ventilação durante o sono e durante o dia.

As vantagens da ventilação não invasiva

A ventilação não invasiva oferece uma série de vantagens se sofrer de doenças respiratórias.

No hospital, poderá ser útil:

  • Ao acelerar a recuperação;
  • Ao reduzir complicações e custos;
  • Ao permitir-lhe voltar para casa mais cedo.1

Em casa, poderá útil:

  • Ao reduzir a falta de ar;
  • Ao diminuir o risco de readmissão hospitalar;
  • Ao melhorar a sua qualidade de vida e ao assegurar a sua sobrevivência.2,3,4

Referências:

    1. Ram F et al. Ventilação não invasiva com pressão positiva para tratamento de insuficiência respiratória devido a exacerbações de doença pulmonar obstrutiva crónica. Cochrane Database Syst Rev. 2004; CD004104.
    2. Galli JA et al. Uso de ventilação não invasiva domiciliar após insuficiência respiratória hipercápnica aguda na DPOC. Respir Med. 2014; 108 (5): 722-8.
    3. Köhnlein T et al. Ventilação não invasiva com pressão positiva para o tratamento de doença pulmonar obstrutiva crónica grave estável – Um ensaio clínico prospectivo, multicêntrico, randomizado e controlado. Lancet Respir Med. 2014; 2: 698-705
  1. Duiverman ML et al. Ventilação noturna não invasiva domiciliar por dois anos adicionada à reabilitação em doença pulmonar obstrutiva crónica. Respir Res. 2011; 12 (112).
  2. Duiverman ML et al. Ventilação noturna não invasiva domiciliar por dois anos adicionada à reabilitação em doença pulmonar obstrutiva crónica. Respir Res. 2011; 12 (112).
[myAir]
[myAir]