Adesão dos Pacientes ao Tratamento

A adesão dos pacientes à terapia pode ser o maior desafio que existe no tratamento da apneia do sono, porém, é mais provável que os pacientes e suas famílias mantenham a terapia se tiverem equipamento e formação adequados, e um sistema de apoio sólido da parte de profissionais experientes.1-4

Acreditamos que melhorar a adesão de pacientes ao tratamento passa por uma abordagem multifacetada:

 

Equipamento confortável, fácil de utilizar e fiável

 

Os dispositivos da ResMed, as máscaras e a tecnologia de humidificação dão resposta a uma vasta gama de necessidades dos pacientes, proporcionando todas as oportunidades para que a terapia seja bem-sucedida.

 

Educação de pacientes e acompanhamento consistente

 

A literacia do paciente acerca do seu tratamento é vital para ajudar a manter a confiança do mesmo na terapia que está a receber.

 

    • O Airview permite, de forma transversal, o acesso em tempo real aos dados do paciente a todos os prestadores de cuidados (profissionais de saúde, médicos, laboratórios do sono, hospitais) congregados no mesmo sítio.
    • O myAir permite que os pacientes monitorizem os seus dados de sono noturno e recebam formação interativa.

 

Estas e outras soluções de conectividade digital no tratamento ResMed constituem uma maneira fácil e eficaz de identificar e lidar de forma proativa com as questões de adesão à terapia.

 

Adesão e substituição de material

 

A substituição oportuna de material é fundamental para ajudar os pacientes a permanecerem confortáveis durante a terapia e para ajudar a que se sintam motivados em cumprirem-na. Saiba instruir os seus pacientes sobre quando e como saber quando devem substituir os componentes do equipamento, e sobre como estas ações se relacionam diretamente com o conforto e eficácia da terapia.

Referências:

1. Oppenheimer EA. iVUN News 1997.
2. Zozula et al. Curr Opin Pulm Med 2001.
3. Hoy et al. Am J Respir Crit Care Med 1999.
4. Chervin et al. Sleep 1997.

3. Hoy et al. Am J Respir Crit Care Med 1999.
4. Chervin et al. Sleep 1997.

[myAir]
[myAir]