Opções de tratamento para doenças respiratórias

O objetivo da ventilação mecânica é:

  • Melhorar a troca de oxigénio e dióxido de carbono entre o sangue do paciente e o ar dos pulmões do paciente;
  • Suportar o trabalho de respiração do paciente1 quando há uma falha na sua própria fisiologia.

A ResMed oferece uma vasta gama de opções de ventilação mecânica, invasiva e não invasiva, feitas para se adaptarem a diferentes pacientes e ambientes de tratamento.

Saiba mais

 

Saiba como é que a ventilação não invasiva (VNI) e a ventilação invasiva (VI) podem ajudar pacientes que sofrem de insuficiência respiratória.

 

Saiba mais sobre os estudos clínicos e as soluções de ventilação não invasiva (VNI) para tratamento domiciliário na Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC).

 

A terapia nasal de alto fluxo consiste na humidificação ativa e aquecida do ar em altos fluxos, administrado através de um circuito respiratório aquecido e de cânula nasal.

Dispositivos de ventilação invasivos e não-invasivos ResMed

A ResMed oferece uma gama de produtos para utilização no hospital ou em casa.

dispositivo-de-ventilacao-nao-invasiva-lumis Lumis

Lumis

Ventilação não invasiva personalizada para pacientes não dependentes com DPOC e outras insuficiências respiratórias.

dispositivo-de-ventilacao-nao-invasiva-hospitalar-stellar-

Stellar

Ventilação portátil não invasiva com capacidades invasivas, para pacientes não dependentes, com condições progressivas ou necessidades em mudança.

dispositivo-de-ventilacao-nao-invasiva-invasiva-astral

Astral

Ventilação invasiva e não invasiva versátil para pacientes menos dependentes e totalmente dependentes, com necessidade de ventilação aguda e/ou cuidados a longo prazo.

Referências

  1. International Consensus Conferences in Intensive Care Medicine: noninvasive positive pressure ventilation in acute Respiratory failure. Am J Respir Crit Care Med. 2001 Organizado em conjunto pela American Thoracic Society, a European Respiratory Society, a European Society of Intensive Care Medicine e a Société de Réanimation de Langue Française e aprovado pelo Conselho Diretivo da ATS, dezembro de 2000
[myAir]
[myAir]